Skip to main content

Nota pública sobre acusações contra a ti brasil

A Transparência Internacional condena e rejeita categoricamente as acusações infundadas feitas hoje contra seu capítulo brasileiro, a Transparência Internacional - Brasil, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.

Patricia Moreira, diretora executiva da Transparência Internacional, disse: "Este ataque extraordinário, referente ao trabalho da TI Brasil em relação ao caso de corrupção de alto nível da Lavo Jato, é totalmente impreciso. A Transparência Internacional apoia integralmente seu capítulo neste momento."

"Talvez não seja coincidência que essas acusações venham apenas uma semana depois que a Transparência Internacional - Brasil publicou um relatório condenatório que lança luz sobre os vários recentes retrocessos no arcabouço legal e institucional anticorrupção do Brasil. Apelamos às autoridades brasileiras para que cessem esses ataques à sociedade civil e ponham fim à impunidade dos corruptos.”

Recentes decisões individuais de juízes do Supremo Tribunal Federal são particularmente enfatizadas no relatório. As questões destacadas incluem uma liminar de um dos magistrados que praticamente paralisou o sistema de combate à lavagem de dinheiro brasileiro, um inquérito ilegal também conduzido pelo STF e que está investigando agentes da lei secretamente, e uma crescente interferência política nas instituições anticorrupção.

O relatório também traz recomendações para organizações internacionais e instituições brasileiras sobre como reverter esses retrocessos.

O relatório completo pode ser lido aqui: Brasil – Retrocessos nos Marcos Legais e Institucionais Anticorrupção..


For any press enquiries please contact

Transparency International Secretariat Press Office
T: +49 30 34 38 20 666
E: press@transparency.org