Transparency International condena o alvejamento do Professor José Jaime Macuane e exige acção

Issued by Transparency International Secretariat



A Transparency International e o seu capítulo em Moçambique, Centro de Integridade Pública, condenam firmemente o sequestro e alvejamento do Professor José Jaime Macuane em Maputo no início desta semana e exige que o Governo de Moçambique envide todos os esforços para investigar o trágico acontecimento e tome medidas urgentes para proteger a sociedade civil.

Macuane, que foi hospitalizado em estado grave, é um dos vários activistas proeminentes que tomaram uma posição firme contra a corrupção envolvendo o actual e anterior Governos de Moçambique. O seu sequestro e alvejamento nas pernas na segunda-feira é visto como uma mensagem de aviso a todos os que questionarem abertamente e buscar investigação do mais recente escândalo de corrupção do governo.

"Os combatentes da corrupção falam pelo povo, eles responsabilizam os governos e devem ter a liberdade de falar abertamente sobre os problemas do governo e como corrigi-los. José Jaime Macuane é um herói e ele e as pessoas que têm a coragem de falar a verdade ao poder devem ser protegidos em Moçambique e em toda parte", disse Elena Panfilova, Vice-Presidente da Transparency International.

A Transparência Internacional transmite as suas mais profundas condolências à família de Macuane e deseja-lhe uma rápida recuperação.

As organizações da sociedade civil em Moçambique solicitaram uma auditoria forense das contas públicas, até US $ 2 bilhões em dívida do governo entre alegações de corrupção e fundos que foram para os bolsos de funcionários do governo, deixando o povo de Moçambique pagar a conta.

Como signatário da Convenção da União Africana sobre a Prevenção e Combate à Corrupção, Moçambique tem a obrigação de proteger os membros da sociedade civil e "criar um ambiente propício que permita a sociedade civil e a comunicação social manter os governos nos mais altos níveis de transparência e prestação de contas na gestão dos assuntos públicos ".


For any press enquiries please contact

Chris Sanders
T: +49 30 34 38 20 666
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)

Latest

Support Transparency International

Former vice-president on trial: a watershed moment for Portugal and Angola

Manuel Vicente is the former head of the all-powerful Angolan state oil company Sonangol and was, until a few months ago, the vice-president of Angola. Now he is the main target of a high-profile corruption case in Lisbon.

The theme for the 18th edition of the International Anti-Corruption Conference (IACC) is announced

Building on the priorities set out in the Panama Declaration, the 18th IACC in Denmark from 22 to 24 October 2018 will move the pledge of acting together now to concrete action.

A new home for our corruption research

Transparency International is excited to announce the launch of the Knowledge Hub, a dedicated online space for our research.

Pardon me? Presidential clemency and impunity for grand corruption

Recent events in Brazil and Peru have shone a spotlight on the issue of presidential pardons in cases of grand corruption. Read more to find out the best practices that legislators can use to ensure that pardons are not abused for political purposes.

Stopping Dirty Money: the Global Effective-O-Meter

As of December 2017, global effectiveness at stopping money laundering stands at 32% effectiveness.

Corruption in the USA: The difference a year makes

A new survey by Transparency International shows that the US government has a long way to go to win back citizens’ trust.

Anti-Corruption Day 2017: Empowering citizens’ fight against corruption

The 9 December, is Anti-corruption Day. A key part of Transparency International’s work is to help people hold their governments to account. Have a look at what we've been doing around the world!

Social Media

Follow us on Social Media

Would you like to know more?

Sign up to stay informed about corruption news and our work around the world