Transparência Internacional analisa operações de empresas ligadas à Petrobras na América Latina

Issued by Transparency International Secretariat



Transparência Internacional, o movimento global anti-corrupção, anunciou hoje que vai analisar as operações das empresas brasileiras de construção ligadas ao escândalo Petrobras em sete países: Argentina, Chile, República Dominicana, Guatemala, Panamá, Peru e Venezuela.

Como as investigações no Brasil continuam a revelar as ligações entre grandes empresas de construção e a corrupção na Petrobras, a Transparência Internacional analisará se as empreiteiras estão seguindo o mesmo modelo de negócio baseado no pagamento de suborno e formação de cartel em outros países onde têm operações significativas.

Por exemplo, apenas na Venezuela, quatro das empresas investigadas no Brasil obtiveram mais de trinta contratos do governo nos últimos anos. Uma investigação preliminar da Transparência Venezuela revelou contratos em atraso, contabilidade opaca e suspeita de influência política na adjudicação de contratos no valor de milhões.

Transparência Internacional - através de seus capítulos nacionais na Argentina, Chile, Guatemala, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela - está realizando pedidos de acesso a informação a esses governos, com o objetivo de analisar os contratos adjudicados para as empresas na última década. Em parceria com jornalistas investigativos, a Transparência Internacional identificará, nas próximas semanas, potenciais irregularidades e verificará o andamento dos grandes projetos de infraestrutura que são objeto desses contratos.

Estes projetos incluem sistemas de transporte, infraestrutura para a prestação de serviços básicos e outros que têm um impacto direto sobre a qualidade de vida de milhões de famílias na América Latina. Os cidadãos têm o direito de saber sobre o andamento dessas obras de construção contratadas por seus governos.

"O escândalo de corrupção em torno da Petrobras é um dos maiores que já vimos na região, não só pela quantidade de dinheiro envolvido e as ligações entre as elites políticas e empresariais, mas também pelos danos que este sistema corrupto causou a toda sociedade brasileira. Um corajoso juiz e alguns corajosos procuradores, delegados federais e vários jornalistas brasileiros estão neste momento realizando um enorme esforço para impedir que estes corruptos saiam impunes. A Transparência Internacional deseja unir-se a este esforço para garantir que os responsáveis ​​sejam punidos, seja no Brasil ou em outros países na região," disse Alejandro Salas, Diretor Regional para as Américas da Transparência Internacional.

Se a pesquisa da Transparência Internacional descobrir irregularidades, levantar suspeita de acordos de cartel ou tráfico de influência por políticos na concessão de contratos, encaminharemos todas as informações às autoridades competentes, demandaremos que abram investigações formais e que revelem publicamente suas descobertas. A Transparência Internacional também fornecerá informações aos procuradores onde as investigações já estão ocorrendo, como no Peru e no Brasil.

"Com tudo isto, o que estamos demandando é simplesmente prestação de contas à sociedade. Nós não sabemos o que vamos encontrar, mas dado o que o escândalo Petrobras já revelou e o custo dos projetos de infraestrutura, é justo exigir transparência. Precisamos de mudanças sistêmicas que garantam que tais escândalos de corrupção nunca mais voltem a ocorrer," disse Salas.

Todos os sete países ratificaram a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, que inclui disposições relativas à assistência jurídica mútua (art. 46) e investigações conjuntas (art. 49), que obrigam os Estados signatários a cooperar a nível internacional em investigações de corrupção transfronteiriça.


For any press enquiries please contact

Secretariado da Transparência Internacional
Natalie Baharav
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)
T: +49 30 343820 666

Argentina
Poder Ciudadano
Pablo Secchi
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)
T: +5491151147200

Chile
Chile Transparente
Cesar Iribarren
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)

Guatemala
Acción Ciudadana
Gabriela Ayerdi
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)
T: +502 2388-3400

Panamá
Fundación para el Desarrollo de la Libertad Ciudadana
Carlos Gasnell
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)

Peru
Proetica
Mali Esparza
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)

República Dominicana
Participación Ciudadana
Carlos Pimentel
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)

Venezuela
Transparencia Venezuela
Maria Antonieta Pérez
E: .(JavaScript must be enabled to view this email address)
T: +582125760863

Latest

Support Transparency International

Is Hungary’s assault on the rule of law fuelling corruption?

In June 2018, Hungary’s parliament passed a series of laws that criminalise any individual or group that offers help to an illegal immigrant. The laws continued worrying trends in the public arena that began with the rise to power of the Fidesz party in 2010. What are these trends, and what do they mean for the fight against corruption and the rule of law in Hungary?

Will the G20 deliver on anti-corruption in 2018?

This week, activists from civil society organisations all over the world gathered in Buenos Aires, Argentina for the sixth annual Civil 20 (C20) summit.

Returning Nigerians’ stolen millions

The stakes are high in the planned distribution of $322 million in stolen Nigerian public money.

Three priorities at the Open Government Partnership summit

Transparency International has been at the Open Government Partnership's global summit in Tbilisi, Georgia, pushing for action in three key areas.

Civil society’s crucial role in sustainable development

Key players in the development community are meeting in New York for the main United Nations conference on sustainable development, the High-Level Political Forum (HLPF). Transparency International is there to highlight how corruption obstructs development and report on how effectively countries are tackling this issue.

Comment gagner la lutte contre la corruption en Afrique

Aujourd’hui est la Journée africaine de lutte contre la corruption – une occasion opportunité pour reconnaitre le progrès dans la lutte contre la corruption en Afrique et le travail significatif qui reste encore à accomplir.

How to win the fight against corruption in Africa

African Anti-Corruption Day is an important opportunity to recognise both the progress made in the fight against corruption in Africa and the significant work still left to do.

Social Media

Follow us on Social Media