Princípios empresariais para combater o suborno

Filed under - Private sector

Report published 25 April 2016
Image of publication cover

Para auxiliar as empresas na criação e implementação de políticas anticorrupção efetivas, em 2003, a Transparency International (TI) e a Social Accountability International uniram forças para lançar os Princípios Empresariais para Combater o Suborno . O desenvolvimento dos Princípios Empresariais foi parte de um processo que envolveu vários stakeholders, com a cooperação de um Comitê Diretor formado por representantes de empresas, universidades, sindicatos e outras entidades não-governamentais. Embora a sua composição tenha mudado ao longo dos anos, o Comitê Diretor se manteve envolvido com os esforços para disseminar e manter os Princípios Empresariais.

Os Princípios Empresariais se tornaram uma das principais plataformas para as atividades da TI no setor privado. Também influenciaram uma série de padrões e iniciativas anticorrupção. Nos últimos dez anos, os Princípios Empresariais foram traduzidos para mais de dez idiomas e foram usados extensivamente pela rede da Transparency International nos seus trabalhos com a comunidade de negócios. Além disso, os princípios influenciaram várias ferramentas de pesquisa da Transparency International.

A terceira edição reflete os recentes progressos na prática anticorrupção e incorpora mudanças ao texto original, com base na experiência adquirida desde a versão anterior em 2009 e com o feedback obtido em uma consulta pública feita recentemente. O Comitê Diretor contribuiu com o seu valioso conhecimento e experiência no processo.

Download the report Translation of: Business Principles for Countering Bribery





Country / Territory - International   
Region - Global   
Language(s) - Portuguese   
Topic - Accountability   |   Private sector   |   Tools   

True stories

Finding the way home

Back in the 1970s, Ziad had a home and a livelihood. Then the civil war came.Read the story

Gold mine

When a gold-mining cooperative had to renew a certificate, its president had other ideas and re-registered the mine under his own name.Read the story